Retrô: #GabrielaDuarte: Sucesso ontem e hoje

5 de janeiro de 2011 0 Por Endrigo Annyston
Já há alguns dias Gabriela Duarte tem merecido um post solo por conta de seu sucesso em Passione.
Jéssica ganhou as ruas por seu jeito louco e por seu desejo sexual sem fim. É capaz de tudo para que o marido a satisfaça. E a interpretação de Gabriela não ficou caricata, Jéssica convence – e seu núcleo é um dos vários destaques de Passione.
Mas esse sucesso não é algo repentino.
Em Por Amor ela foi a estrela do movimento “Eu odeio a Eduarda”, uma das primeiras febres da internet no país. Tudo porque Eduarda era chata m-e-s-m-o.
E pra quem acompanha a reprise no Viva tem sido um prazer verificar – de novo – a mudança da personagem após a maternidade – mãe é quem cria, não é?
De menina mimada à mulher, se antes Eduarda brigava com o marido por motivos pequenos agora quem o faz é o próprio Marcelo, que segue como um chato mimado.
Eduarda o coloca em seu devido lugar, como no capítulo da última segunda quando disse que se ele “a confundiu com suas ex-namoradas, ela não é nem parecida com elas!”.
Além disso, mostrou o quanto se sentiu humilhada em um momento em que estava arrasada pela notícia de que não poderia mais ser mãe.
E nessa situação, também convenceu.
Gabriela é o exemplo de que foi sim parar na TV por conta da mãe famosa, mas tem mostrado todos esses anos que diferente de muitos que tiveram a mesma sorte ela merece esse espaço. Tem talento e desenvoltura.
Raridade, por isso merece o reconhecimento.

* post publicado originalmente em 31 de agosto de 2010