Retrô: #Record está em queda mas não está morta

Estamos debatendo nos últimos dias a queda da Rede Record. Isso é visível e não tem como fugir do assunto.
A mesma emissora que celebrou índices acima de 20 pontos com Os Mutantes e depois embalou toda a programação com A Fazenda, e, na sequência, ameaçou a Globo com Gugu, hoje voltou a brigar com o SBT.
Mas engana-se quem pensa que estão mortos.
Enquanto o SBT estava se sentindo por conta do sucesso de Sobrenatural, achando que fazendo um agradinho dando ao telespectador a chance de escolher a substituta da série manteria o público, a Record contra atacou e se deu bem com CSI e embalou toda a programação noturna.
Mas é aquela história: o SBT se lembrou da existência da passarela porque estava fazendo sucesso na Record e a emissora do bispo veio com CSI no embalo da concorrente.
Vai vencer quem vier com o diferencial e o sustentar. Enquanto as duas seguirem brigando por migalhas, copiando artifícios uma da outra e não tiverem fôlego nem pra manter as novelas no ar, a Globo seguirá reinando.
Exemplo: a Record deu férias para o SP Record e apostou em uma programação de férias. As enchentes falaram mais alto e agora surgem com um “Plantão” que dura horas e horas.
É a velha história da pouca prática.

* publicado originalmente em 27 de janeiro de 2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *