Rizzoli & Isles: É desse jeito que eu gosto (1X03)

Eu não sei porque os roteiristas das séries não mantém um padrão. Ou é bom ou é ruim.

O que tenho visto frequentemente é um excelente piloto seguido de um episódio ruim. Depois, um novo embalo.

Tipo, mostram serviço, são aprovados e depois dão uma relaxadinha básica do tipo… primeiro um excelente piloto e, se aprovado, daí sim vamos pensar no resto.

E foi o que vi com Rizzoli & Isles: o anterior foi sonolento mas o terceiro foi quase no mesmo nível do primeiro. Muito bom mesmo!

O caso era interessante e o desenrolar idem. Quem tinha pensado que, no final das contas, a assassina do menino era sua madrasta? Com tantas evidências contra a igreja ou aquele menino do skate!

Não bastasse o fio condutor ser irresistível, o plano de fundo que é a história das protagonistas, também esteve muito bom. Quer dizer, qual a história de Isles mesmo? Ainda não fomos apresentados a Maura.

Mas Jane… bem, o que era sua mãe querendo lhe comprar roupas? E o jantar?

Melhor ainda: e a cena final quando ela finalmente ia ceder e se comportar como uma…  mulher? e beijar o cara?!

Só que… bem… “já que você vai embora mesmo, então cai fora já” hahaha

Ótimo!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *