Roberto Carlos emociona plateia em Jerusalém

Com uma plateia lotada no Sultan’s Pool, Roberto Carlos fez um show emocionante nesta quarta-feira, dia 7, em Jerusalém, para um público de aproximadamente 5 mil pessoas. Antes do início, foi exibido, em vídeo, o depoimento do prefeito de Jerusalém, Nir Barkat sobre a alegria de receber um grande artista como Roberto Carlos em sua cidade. Em seguida, imagens apresentavam a capital de Israel, com narração do cantor.

“É um imenso prazer estar aqui nessa terra mágica dos milagres e promessas, e do amor, claro! Neste cenário de tantas certezas e ilusões, preparem-se para inesquecíveis emoções”, falou a jornalista Glória Maria ao apresentar Roberto Carlos, sem esconder a emoção na voz. Assim que o cantor pisou no palco, a plateia foi ao completo delírio.  Com os primeiros acordes de “Emoções”, Roberto Carlos tentou exprimir a felicidade de fazer esse show. “Que emoção estar em Jerusalém, nessa Terra Santa, onde tantas coisas nos levam a uma reflexão profunda sobre a história da humanidade. A Jerusalém, minha reverência”, concluiu. Acompanhado de sua orquestra de 17 músicos sob regência de Eduardo Lages, e de 12 músicos israelenses, Roberto abriu o show com os versos de “Emoções”.

“Eu poderia dizer muitas coisas, mas prefiro fazer isso cantando”, disse, ao iniciar “Além do Horizonte”. Depois, em espanhol, foi a vez de “Como Vai Você” e, em seguida, “ Como é Grande Meu Amor Por Você”. Roberto Carlos brincou, dizendo que precisava de apoio para cantar essa música, e, ao violão, emendou os primeiros acordes de “Detalhes”. Com a plateia aquecida, cantou “Outra Vez”, “Eu Sei que Vou te Amar” e “Mulher Pequena”, nas versões em português e espanhol.

Após essa canção, Glória Maria recitou um texto sobre o Monte das Oliveiras, um dos locais  que Roberto Carlos visitou em Jerusalém. Depois, o cantor emendou a música “Pensamentos”. “A força da fé nos ajuda a prosseguir pelos caminhos que temos que ir”, falou, antes de iniciar, em italiano, “Ave Maria”.  Na sequência, com todo suingue, cantou “Lady Laura”, em homenagem às mães. Em um momento mais romântico do show, Roberto Carlos fez um meddley com as músicas “Olha”, “Proposta”, “Falando Sério” e “Desabafo”. Em inglês, cantou “Unforgattable”, e tirou Glória Maria para dançar ao som do solo de piano do maestro Lages.

Com um texto de fé e união dos povos, Roberto Carlos levantou a plateia ao cantar “Um Milhão de Amigos”. Depois, foi a vez de “O Portão” e “Eu te Amo, Te Amo”. “Essa canção sempre foi cantada por cantores de grande extensão de voz, como Lucio Dalla, Luciano Pavarotti e nosso grande Zezé di Camargo. Mas eu me atrevi e vou cantar do meu jeito”, disse, ao iniciar, em italiano, “Caruso”.
Glória Maria apresentou um pouco da história do Muro das Lamentações, lugar sagrado para os judeus onde o músico também esteve em sua estadia em Jerusalém. Em seguida, veio a música “A Montanha”.

Com “Aquarela do Brasil”, Roberto Carlos prestou uma homenagem ao Brasil pelo dia 7 de setembro, Dia da Independência do país. “A liberdade não é só verde, azul, branca e amarela. Para um povo livre, a liberdade tem todas as cores da aquarela”, declarou.

Acompanhado de um coral de 30 brasileiros que moram em Israel, Roberto Carlos reverenciou Jerusalém com a música “Jerusalém Toda de Ouro” e foi aplaudido de pé por sua performance ao cantar em português e hebraico. “Sem dúvida, foi um grande atrevimento cantar em hebraico, mas a gente tem que tentar”, disse. Depois, seguiu com a música “É Preciso Saber Viver” e finalizou o show distribuindo 50 rosas vermelhas à plateia ao som de “Jesus Cristo”.

O show do Roberto Carlos teve a direção de Jayme Monjardim e será transmitido neste sábado, dia 10, logo após ‘Fina Estampa’.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*