Ronaldo Fenômeno tira o time do campo e entra para a história

*Por Wander Veroni 

Uma lenda viva do esporte brasileiro. Goste ou não, ele é um nome que deixa um legado de superação, vitórias, polêmicas, títulos e uma legião de fãs espelhados pelo planeta. Esse é um breve resumo da carreira de Ronaldo Luís Nazário de Lima, 34 anos, mais conhecido como Ronaldo Fenômeno ou, simplesmente, Ronaldinho, que anunciou esta semana a aposentadoria como atleta profissional. É a pauta da semana e o assunto em vários programas de televisão e nos noticiários. O cara é o Cara!

“Estou encerrando hoje minha carreira como jogador profissional. Esse carreira foi linda, maravilhosa, emocionante, com derrotas e vitórias. Fiz muitos amigos, não lembro de ter feito nenhum inimigo. (…) Há quatro anos, no Milan, eu descobri que sofria de um distúrbio que se chama hipotiroidismo. Isso desacelera meu metabolismo e que para ser controlado é preciso tomar hormônios não permitidos no futebol, seria um doping. Muitos devem estar arrependidos de terem feito tantas chacotas do meu peso. Só queria explicar isso no último dia da minha carreira, não guardo mágoa”, disse o Ronaldo em entrevista coletiva exibida ao vivo na televisão e repercutida em vários veículos de comunicação pelo mundo.

Eu também não guardo mágoa, confesso. Aliás, nem o público, nem a mídia. Ronaldo enalteceu os atletas gordinhos por um bom tempo. Foi um marco! Ele é notícia, vende jornal, traz audiência. Não há como não ligar a imagem de Ronaldinho à polêmica. Recentemente, assumiu um filho fora do casamento e foi fotografado fumando; já se envolveu com travestis e prostitutas; foi acusado por um médico de tomar anabolizantes no inicio da carreira; ainda é um mistério aquele fatídico jogo contra a França onde ele passou mal e o Brasil perdeu; se envolveu em namoros tumultuados com modelos e um casamento glamoroso, porém relâmpago num castelo da França.  É uma vida que daria um livro, preferencialmente uma biografia oficial e uma não autoriza para aumentar ainda mais o interesse do público. O Fenômeno é marketing puro! A melhor junção entre talento, mídia e apelo popular.

.bbpBox37487309095968770 {background:url(https://a2.twimg.com/profile_background_images/139613625/twitter_ronaldo_100824.jpg) #c50b11;padding:20px;} p.bbpTweet{background:#fff;padding:10px 12px 10px 12px;margin:0;min-height:48px;color:#000;font-size:18px !important;line-height:22px;-moz-border-radius:5px;-webkit-border-radius:5px} p.bbpTweet span.metadata{display:block;width:100%;clear:both;margin-top:8px;padding-top:12px;height:40px;border-top:1px solid #fff;border-top:1px solid #e6e6e6} p.bbpTweet span.metadata span.author{line-height:19px} p.bbpTweet span.metadata span.author img{float:left;margin:0 7px 0 0px;width:38px;height:38px} p.bbpTweet a:hover{text-decoration:underline}p.bbpTweet span.timestamp{font-size:12px;display:block}

No meu primeiro tuite como ex-jogador, quero agradecer a todos vcs que me seguem e tb a todo mundo q mandou mensagem de apoioless than a minute ago via EchofonClaro Ronaldo
ClaroRonaldo

Mais do que um atleta, o Fenômeno é uma marca ambulante. A volta dele aos gramados brasileiros foi uma prova viva disso: Ronaldo possui patrocinadores pessoais, trouxe outros ao Corinthians, além de uma visibilidade internacional para o clube que possui uma das torcidas mais fanáticas do Brasil. Não é a toa que os noticiários esportivos supostamente nacionais exibem 90% do seu conteúdo sobre o time paulista. Sim, antes de ser jogador, Ronaldo é uma marca. Nem mesmo os escândalos pessoais ao longo da carreira dele fizerem com que os fãs deixassem de segui-lo, os patrocinadores de apoiá-lo e a imprensa de noticiá-lo. Uma relação de amor e ódio regada a mais paixão do que ódio, essa que é a verdade.

O anuncio da aposentadoria de Ronaldo é uma prova de que ele está ciente do quanto ele é mais marca do que atleta. Não estou falando que Ronaldo não é um bom jogador de futebol, nem que nunca amou o esporte. Pelo contrário: na entrevista coletiva era visível no rosto dele o amor que ele sente pelos gramados. Ronaldo tem carisma e sabe usar esse dom a ser favor. Mas o Fenômeno foi vencido por ele mesmo. Sai do campo para entrar para a história. E que história….

________________________________________

*Autor: Wander Veroni, 26 anos, é jornalista pós-graduado em Rádio e TV, ambas formações pelo Uni-BH. É autor do blog Café com Notícias (http://cafecomnoticias.blogspot.com). Twitter: @wanderveroni / @cafecnoticias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *