#SBT e a arma secreta que não existiu

Sabe a conclusão que eu cheguei?

Os ditos “sbtistas” são mais empolgados com a emissora que os próprios poderosos do SBT.

Eu sei lá qual foi a intenção de quem “vazou” a chamada da reprise de Rebelde, a questão é que animou os fãs do canal e gerou a expectativa de que não estavam mortos. Não como parecia.

E aí que a aguardada semana do “pega pra capar” chega e… exibem um mofado festival Harry Potter.

Eu acho que desde que a Beyruti começou a pitar no SBT já deve ter feito uns 300 especiais com o bruxinho.

E tipo, se já não dava aqueeela audiência no período noturno, Potter seria capaz de uma magia poderosa a ponto de derrubar a estreia da Record?

É bem verdade que Rebelde estreou com tímidos nove pontos, mas ainda assim chegava a ter o dobro de diferença da concorrente.

Engraçada essa situação, né?

O consumidor (telespectador) é muito mais esperto e interessado em virar o jogo que o vendedor (SBT).

É um comércio estranho onde a gente sabe muito bem quem sai perdendo. E olha que Silvio Santos chegou onde chegou tendo começado como camelô…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *