–> A seguir…. Dó Ré Mi Fábrica e o direito ao sonho

Lázaro Ramos encarna os gêmeos Arquimedes e Ludovico no especial Do Ré Mi Fábrica
Música, humor e emoção. Esses são os ingredientes básicos do especial de fim de ano da Rede Globo, Dó Ré Mi Fábrica, que vai ao ar nesta quarta-feira, 23 de dezembro, logo após Viver a Vida. A história mostra como uma fábrica de instrumentos musicais pode unir os destinos de Tom (Maicom) e Ludovico (Lázaro Ramos), o primeiro é um menino pobre, que vive de catar lixo, enquanto o segundo é um dos donos da fábrica musical à beira da falência.

– Tom é um menino pobre, como tantos brasileiros, cuja família vive do que consegue coletar no lixão e, ao contrário dos meninos que estão ali, ele tem capacidade musical, talento e criatividade. Então, Tom não deixa de ser um “Ludovicozinho” – ressalta Péricles, que também assinou o especial O Natal do Menino Imperador, que foi ao ar em 2008 e concorreu ao Emmy Internacional 2009 como melhor programa infantil.

Enquanto Ludovico ajuda o menino a explorar seu dom, Tom também vai fazer a diferença na vida do excêntrico inventor segundo Péricles:

– Ele encontra a guitarra de uma corda só e quando entra na vida do Ludovico, que está em conflito com o irmão Arquimedes (também vivido por Lázaro Ramos) porque a fábrica está indo mal, Ludovico acaba o ajudando a consertar o instrumento e o menino do lixão também traz uma visão de mundo diferente para Ludovico. É uma transformação mútua, eles acabam se complementando.

Apesar de Dó Ré Mi Fábrica se tratar de uma fábrica de instrumentos musicais, Péricles não define o especial como um musical e nem como um programa exclusivamente infantil:

– A gente quer oferecer um produto completo ao telespectador. Tem humor, tem música – mas não é um musical – e tem um menino com uma função dramática muito importante, mas não é um programa apenas voltado para as crianças, ele tem que contar com um conteúdo que agrade a todos. Dó Ré Mi Fábrica é uma história sobre o direito ao sonho representado, neste caso, pela música. Além disso, temos essa mensagem de fim de ano, já que os irmãos acabam retomando a amizade em função da presença do Tom.

– Não imginava alguém tão legal quanto o Lázaro para fazer os persoangens. Ele fez um coisa meio brasileira, muito bacana e com uma grande segurança, ele é fera. A primeira vez em que conversei com ele sobre isso, ele falou: “Péricles, o Ludovico é mole, é um personagem que a gente já conhece um pouco, é meio irreverente. O difícil é o Arquimedes, que tem lá suas ambições e é um opositor do Ludovico, mas não é exatamente um vilão – conta o autor, que adianta que a história terá uma reviravolta.

Dó Ré Mi Fábrica é um dos especiais de Fim de Ano da Rede Globo. Tem autoria de Péricles Barros, direção de núcleo de Denise Saraceni, direção de Flávia Lacerda e concepção musical de João Falcão.

Taque sua panela!

2 thoughts on “–> A seguir…. Dó Ré Mi Fábrica e o direito ao sonho

  1. Não sei…Não gosto muito de programas do gênero,mas sem dúvida deve ser cheio de qualidade e com excelentes atuações de Lázaro e Natália.Por falar em qualidade,vi o video que você tinha postado sobre a minissérie 'Dalva e Erivelto',e realmente,vem coisa boa,excelente,maravilhosa por aí.Nos bastidores da Globo,comentam-se que é uma das mais caprichadas produções já feitas pela emissora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *