Sol Nascente estreia com um capítulo sofrível

Sol Nascente estreia com um capítulo sofrível

4 de setembro de 2016 2 Por Endrigo Annyston
Lamentável o que a Globo levou ao ar ontem como primeiro capítulo de Sol Nascente. Se Eta Mundo Bom tinha excessos, no novo folhetim faltou história.
Sem ação, sem apostar nos protagonistas, no antagonista. Sem mostrar de fato a que veio. Colocaram o Francisco Cuoco e Luis Mello para relembrarem o passado, coisa que deveria acontecer no meio da trama, na hora do embromation.
Da mesma forma, aquele show desnecessário contando a história da família italiana. Desde quando isso prende os telespectadores? E na faixa das 18h?
Sério, as pessoa sai do trabalho cansada, chega em casa e se depara com um capítulo sonolento? Isso não prende ninguém.
Imaginei me deparar pelo menos com algo parecido com Flor do Caribe, mas me decepcionei.

Em resumo, o problema de Sol Nascente vai além de Luis Mello estar vivendo um japonês.