Sushi… é de comer?

Os livros de Marian Keyes já chamam atenção pelos títulos exóticos: Melância, Los Angeles, Sushi…


Neste último, aliás, o tal do Sushi só deu as caras lá pela metade do livro e, por consequência, pudemos entender o motivo pelo qual Marian escolheu um peixe cru para nomear seu livro.


E minha conclusão é a seguinte: os livros de Marian Keyes já não são mais tão engraçados quanto os primeiros, apesar de ainda divertirem. Acredito que estão mais maduros e, sim, o lado “rolar de rir” faz falta.


Não tanta, afinal, apesar de o livro ter 600 páginas a leitura em hipótese alguma é cansativa: você se envolve.


Também não é previsível, afinal, a história dá uma tremenda volta lá pelo finalzinho…


Ou seja, Marian continua sendo minha autora de comédias favorita e, portanto, indico mais esse livro para vocês.


* Clique e saiba mais!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *