TV deveria impor menos e ser mais interativa

Se a Televisão não fosse tão apelativa e tão carente daquilo que se chama “liderança”, impunha menos e seria mais interativa – ainda bem que estamos próximos da era da interatividade pela TV – por conta disso ao jovem não resta outra alternativa, pois o PC abre caminhos múltiplos de participação e interação.

Sua amplitude para informar o que o jovem quer saber (qualquer assunto) faz a diferença e o que não lhe interessa, pode muito bem descartar. A TV, contrário, lhe empurra tudo de goela abaixo e, não raro, afirma impessoalidades como se fatos fossem, transformando os telespectadores em meros recepientes passivos, onde se guarda tudo que se quer, até porque seus programas obedecem uma cronometragem de tempo, daí… Aguente quem puder!

* do internauta Fentes, no TV Magazine



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *