Two And a Half Men: E eu que tinha me esquecido do Charlie! 10X08

24 de novembro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Na temporada anterior, em diversos momentos eu assistia a produção tentando estabelecer um comparativo, verificar se TAHM estava melhor, igual ou pior que o que víamos nos tempos de Charlie Sheen.

E conseguiram sobreviver muito bem, foi um dos melhores anos do seriado. Ashton Kutcher entrou no clima e mantiveram a qualidade e o humor.

Se uma das melhores comédias da atualidade teve seu ator principal substituído e tudo correu bem, pra surpresa geral, porque insistir na tecla de Sheen estar ou não fazendo falta?

Pois é, “segui a vida”, me esqueci que ele já esteve por ali.

Aí, nesse episódio, tiraram onda com o ex dono da casa em que Alan mora, por assim dizer.

É bem verdade que, com o retorno de Rose, Charlie meio que já tinha voltado a “assombrar” o ambiente, no entanto, minha ficha nem tinha caído, pois foquei no quão bom foi rever Melanie Lynskey. Tinha sido brochante não ter visto um final para a sequência da brincadeira de Rose com os bonecos. Ao menos reapareceu, mesmo que para uma participação especial.

Enfim, a questão é que, depois de Walden ter uma experiência Classe C em sua vida e ter virado uma espécie de garoto de programa, Sheri pegou o bonde andando e conclui que o cara, pobretão, fosse um escritor de livros. Como se não bastasse o fato de o lesado ter demorado 14 anos para chegar na página oito.

E aí que, questionado, Walden, ou Wal…ter, conta trechos do livro que na verdade são a passagem de Charlie por ali. E aí me lembrei de Sheen e, na hora, pensei: não é que o cara não está fazendo absolutamente a menor falta?

Se tivesse, aliás, certamente a produção não teria entrado no décimo ano.

Esse momento somou a diversos outros que fez desse um dos melhores episódios de todos os tempos, como Alan de Albert, Archiel, Alfonso… ou o velhinho lhe sacaneando e depois, no final, ainda querendo pegar Berta, a ruiva gostosa!

Walden se sentindo Julia Roberts? Chamando o novo gatinho de Sheri de “o cara do Crepúsculo”?

Muito bom!!

Orgulho de ser telespectador de uma série que soube enfrentar um tremendo problemão e deu a volta por cima!!