Um balanço do domingão na TV

Se no domingo anterior a programação televisiva ofereceu boas opções, nesta semana, justamente quando o veículo comemorou 60 anos, o nível caiu e muito.

No Faustão só achei interessante o Quem Chega Lá?, mas nem tanto: ficou uma sensação de que só fizeram por fazer. O tempo do programa estava terminando e foi tão corrido que Faustão sequer permitiu que o último concorrente finalizasse seu tempo de apresentação.

O Fantástico estava, digamos, assistível. Gostei da matéria sobre maquiagem para adolescentes; da série do Dr Dráuzio; a casa do futuro; fiquei com peninha da diarista que quebrou o braço em O Conciliador.

Também achei que Silvio Santos ficou devendo: anunciaram a presença daquela menina de mais de dois metros e a entrevista que ele fez com a moça foi constrangedora. “Vai ser difícil você receber um santo com esse tamanho”, ai que engraçado ha ha ha ha!

No final das contas acabei assistindo um pouco do Pânico e achei um barato Sabrina entrevistando os presidenciáveis. Foi o que salvou a noite!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *