Um dos melhores especiais de Natal

Lembro-me de ter conhecimento sobre o “Coral de Rua” ano passado, quando teve sua primeira edição na Record. Tive curiosidade, mas por motivos que não me recordo não pude acompanhar e ouvi após a exibição elogios de quem havia assistido. Esse ano decidi que iria ver e não me arrependi.

Marco Camargo de forma mais natural e sem aquela vestimenta do personagem durão de reality show se mostra sensível e humilde ao se deparar com moradores de rua que por diversos motivos se viam naquela situação. Desde viciados, desempregados, até grávidas, hippies e alcoólatras. Todas as pessoas que diariamente vemos em praças e ruas do nosso país, mas que já nos acostumamos e não sabemos que história os acompanha. O programa traz a oportunidade de conhecermos o além do estereótipo, a pessoa em si que está naquela situação. Após esse momento, são convidados a passar por um ensaio de um coral que irá se apresentar em um grande teatro para o público em geral e artistas da emissora.

Num segundo momento recebem um banho de loja e se apresentam perante o teatro lotado. São lágrimas e empenho de um momento diferente do dia a dia. Ali, se valorizava o ser humano, não as habilidades que talvez muitos não tinham, mas que juntos ultrapassavam essa percepção. Foi feito um bonito trabalho que era quase impossível não se emocionar. Sim, foi apenas mais um dia, depois todos voltavam a sua triste rotina. Mas com certeza não eram mais os mesmos, de algum modo sabiam que podiam mais, que aquele momento de valorização sirva de inspiração para se esperar mais. O mundo não mudou, nem a realidade, mas cada um que esteve naquele momento leva consigo um dia inesquecível que sensibiliza tanto cada um quanto ao público que teve a oportunidade de sair da zona de conforto e encarar uma vertente diferente do cotidiano.

* Guilherme Rodrigues



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *