Uma coisa sobre A Vida da Gente que eu não tinha reparado

Comentei isso antes da estreia de A Vida da Gente, o tempo passou e eu tinha até me esquecido.

Vocês se recordam que comentávamos que um dos receios sobre a história de Lícia Manzo era ter a direção de Jayme Monjardim? Ele é considerado o ponto negativo das últimas obras de Manoel Carlos, depois de sua chegada as telenovelas do autor ficaram mais lentinhas.

Bem, e teve todo aquele bafão com a Glória Perez, né? Foi afastado de América por conta desse seu conhecido “jeitinho” de dirigir.

E em AVG não tinha notado o dedo de Monjardim. As paisagens, músicas sem fim, nada disso. Aliás, tem exatamente a dinâmica que estava fazendo falta com Maneco.

O momento em que Ana começa a acordar para ter início uma nova fase da trama está chegando, acontece semana que vem e, até agora, sobram elogios para a novela e toda a equipe. É um caso raro, o mesmo que ocorreu em O Astro e Cordel Encantado, onde ninguém sobra ou cuja atuação compromete. É um trabalho redondo.

Talvez seja um recomeço para Jayme Monjardim, ele está conseguindo colocar no ar uma novela visualmente bonita sem ser cansativa. Prova de que nunca é tarde para mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *