Uma daquelas tristes coincidências da vida

Desde o ano passado estou com um Top Five engatilhado. Comecei 2012 pronto para colocá-lo no ar, no entanto, começaram os palpites sobre a próxima reprise do Vale a Pena Ver de Novo e fiz uma série especial da coluna dando algumas opções interessantes para a Globo.

Portanto, algo que vinha antes da internação e que nada tinha a ver com o dia de hoje. A coincidência, na verdade, é que esse Top Five entraria nesse domingo.

E é tão coincidência que em momento algum minha ficha tinha caído. Eu lia “Wando está internado” e sei lá o que me fazia pensar ser o Sidney Magal, até comentei isso no Twitter.

Só fui entender realmente quem era no Fantástico em matéria sobre a peça Xanadu.

Sabe o que aconteceu? Teve o acidente com Daniele Winits e Thiago Fragoso e eu via que na peça tinha o Magal. Eu lia sobre a internação de Wando e entendia que o Magal também tinha se machucado e tal. Aí, com a matéria, compreendi tudo.

E o Top Five seria sobre “músicas bregas que eu adoro”. Na lista estaria, sem a menor sombra de dúvida, Fogo e Paixão. Adoro essa música.

É o tipo de canção que quando começa a tocar e você está em um grupinho, todo mundo vai no embalo. A minha geração e as anteriores, não tenho dúvida, sabem a letra na ponta da língua.

Ao mesmo tempo também é impossível desconhecer Wando, sobre a coleção de calcinhas, o quanto ele mexia com as mulheres e era tido como exemplo para os homens ou, seu alto astral, simpatia.

No finalzinho do ano passado, acho que foi a última vez que vi o cantor na TV, Luciano Huck o acordou e, mais uma vez, estava ali em um divertido momento de sua vida.

Hoje, de tanto que ele cantou essa letra, é a hora de ele ser a luz e encontrar o caminho da paz, descansar.

E quero sim, no domingo, publicar essa lista. Uma homenagem a alguém que muito nos fez sorrir e que fez diferença na chamada música brega brasileira.

Descanse em paz, Wando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *