Uma tremenda injustiça com Adriana Esteves

Dando sequência ao assunto Renascer, não consigo compreender os motivos de tanto barulho por conta da atuação de Adriana Esteves no folhetim.

Na época, segundo diversos veículos especializados, Esteves foi surrada pela crítica por conta de sua atuação como Mariana, e isso lhe rendeu uma depressão.

O assunto voltou a tona por causa do sucesso arrebatador de Carminha, em Avenida Brasil. Diziam ser a volta por cima.

E eu nunca vi Adriana como uma atriz mediana. Somente nos últimos tempos ela tinha arrasado como Dalva, um lado mais dramático, e Celinha, de Toma Lá, Dá Cá, no segmento humor. Era um dos principais destaques da série, especialmente por seus tiques.

Analisando o que vejo na reprise, não consigo compreender o que Mariana tinha de tão ruim pra gerar tanta negatividade.

Na personagem é possível enxergar traços de meiguice, safadeza, esperteza, um “q” de vilãzinha ao mesmo tempo em que quer passar como boa moça, ou seja, uma composição completa, está tudo ali.

Fosse nos capítulos finais, eu imaginaria que Adriana estava tentando se salvar. Sendo no início, fico com cara de ponto de interrogação.

Vejo tanta gente com atuação abaixo da média sendo ovacionado pelo público e imprensa, tipo Cauã Reymond e Carmo Dalla Vechia.

Não teria sido mera implicância com uma novata? Que maldade!

Segunda, no Reviva, Benedito Ruy Barbosa tocou nessa ferida. Disse ter ficado magoado com algumas declarações da atriz sobre a telenovela, sendo que ele escreveu a personagem pra ela com tanto carinho. Para o autor, o que o público não entendeu foi o fato de ela ser a “substituta” de Santinha, queridíssima por todos. Pediu que ela reveja a trama, pra conferir. E eu super concordo com ele.

Aliás, há muito tempo não via o Benedito na TV. Queria saber onde que ele está doente. Tem cara de quem está muito bem, extremamente lúcido.

É aquilo que eu digo: a Globo vai esperar o homem morrer para, primeiro, se lamentar e, depois, viver de seus remakes.

Ficam com essa birra só porque ele teve problemas com Esperança, sendo que, convenhamos, o cara tem uma carreira de sucessos que compensam totalmente. Renascer, alias, é pra mim seu melhor trabalho. Um espetáculo!

Mais uma coisinha: bem que outro canal poderia contratá-lo. Alô Record, vocês não estão precisando de uma boa novela, popular? Acordem!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *