A Vida da Gente tem um outro fator positivo

Sábado a Xuxa fez uma homenagem aos pilares da família Goulart e, Nicette Bruno, que nos emocionou no programa, também tem dado um show a cada nova aparição em A Vida da Gente.

Ao seu lado, depois da descoberta da doença de Laudelino, Stênio Garcia tem nos tocado com esse momento complicado da vida do personagem que pensou até em desistir da cirurgia por conta de sua virilidade. Foram lindas as cenas pré e pós operação.

Essa parceria, aliás, tem sido bacana por mostrar, como poucas novelas fizeram, o amor na maturidade. Pensem: um homem com quase 80 anos se lamtentando porque poderia não poder mais namorar sua amada.

É uma discussão interessante e necessária. Pesquisas mostram que desde que a pílula azul chegou ao mercado mundial não existe mais idade para aposentadoria na vida sexual.

É nesse ponto que entra Luiz Serra. Seu Wilson, amigo de Laudelino, com a ajuda da casamenteira Iná arrumou uma namorada. Safadinho, mesmo sendo um senhor de idade, quer ter um relacionamento também com a Moema de Claudia Mello.

Três desses atores eu já vi com bons personagens na telinha. Luiz Serra, outro com destaque, não me recordo.

Lícia Manzo tem possibilitado isso, que ele se sobressaia assim como os parceiros da famosa “melhor idade”, porque, afinal de contas, talento não tem idade, assim como o amor.

Bacana que nessa novela esses talentos não sirvam como enfeite. Assim como todos os envolvidos nesse maravilhoso projeto, os citados nos fazem… sentir!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *