Volpato deixou o Casos de Família do SBT para tentar sobreviver nos da Rede TV

1 de setembro de 2011 0 Por Endrigo Annyston

Entenderam a piadinha?

No SBT Volpato tentava ajudar os convidados do Casos de Família, era uma conciliadora. Não é preciso dizer que mesmo em um programa tão abaixo de seu nível Regina conseguia tirar leite de pedra, valia por ela.

Agora, na Rede TV, enfrenta outro caso de família: divide o Manhã Maior com a esposa do patrão.

Vi alguns videos da estreia e, gente, era tão mais simples deixar a Daniela com o Dr Hollywood e entregar o MM para Regina. É visível, ela e-n-g-o-l-e a Albuquerque.

Regina é um exemplo do que é ser um comunicador: ela tem presença, o que não é fundamental, e sabe se expressar como poucos.

Sabe a pessoa que tem conhecimento e sabe dividir, fala de assuntos importantes como se estivesse conversando com o vizinho? Tem o dom da palavra.

Um exemplo mais fácil: tem matérias na escola que não são chatas, pois, dependendo do professor, são interessantíssimas. Lembram?

No caso Daniela é a professora chata que faz a gente babar na carteira e a Volpato é aquela mulher linda e cheia de conteúdo que nos faz querer aprender sem ter essa sensação chata de que t-e-m que aprender, ela torna algo assim bem mais fácil.

A TV perdeu com sua saída e volta a ganhar agora, aparentemente pelas mãos de Hebe.

Mas vou te contar: Volpato enche a tela e tem carisma, ou seja, Keila Lima não ofuscava tanto a patroa, mas é bom ela se cuidar, só vai dar Regina Volpato.

“A nível de comparação”, Patrícia Abravanel em tão pouco tempo é muito mais apresentadora que Daniela, pois tem vontade de aprender.

De qualquer forma, apesar dos pesares, sucesso é o que eu desejo para Regina, essa apresentadora tão querida.

Ah, e que seja bem vinda de volta!