Walcyr Carrasco e quando o autor passa do limite da repetição em Morde & Assopra

Tem coisas que não podem faltar em uma novela de Walcyr Carrasco, como por exemplo as tortas na cara em um casamento ou festa.

But…

Reciclar quase tudo já é demais, não?

Exemplo: eu não assisti 7 Pecados mas estava com a sensação de que já tinha visto essa de o rosto da atriz Elizabeth Savalla ficar mudando de cor.

Questionei no Twitter e, realmente, isso ocorria na telenovela.

Outra situação: adoro a Adriana Esteves, acho que Julia é um dos destaques de M&A, mas…

Ela é a nova versão da Amelinha de Coração de Estudante!

Eu já achava isso e ficou ainda mais evidente quando começaram a usar aquele som de onça.

E olha que a novela nem era do Walcyr, hein?

Ou seja, copiando coisas alheias.

É feio e evidencia uma certa preguiça por criar.

Copia e cola em excesso é feio, hein?

::

Já que o assunto é Morde & Assopra, devo dizer que foi um achado aproximarem dois personagens tão queridos como Dulce e Zariguim.

“Senhor Zariguim, o senhor tem certeza que não tá com fome? Tem carne moída, o senhor pode dividir com o Guilerme!”

hahahahaha

adoooooooooooro!



6 comentários em “Walcyr Carrasco e quando o autor passa do limite da repetição em Morde & Assopra”

  1. Essa novela para mim é um caso mais grave do que foi Sete Pecados, ali Walcyr estava estreando no horário das 19h e com uma novela contemporânea, ou seja há atenuantes.
    Uma coisa é o Gilberto Braga reciclar Vale Tudo em Insensato Coração, outra é Walcyr pegar para reciclar uma novela ruim. Walcyr precisa se reciclar para ontem.
    Acho que em comparação com outros autores ele escreve novelas demais. Exemplo: Caras & Bocas acabou em 08/01/2010, M&A começou em 21/03/2011, ou seja pouco mais de um ano entre elas. Se levar em consideração que ele deve ter escrito a sinopse bem antes da estréia.

  2. Ricardo L. eu disse exatamente isso há algum tempo atrás. Walcyr Carrasco até tem uma capacidade incrível de escrever mais que o normal, como por exemplo, escrevia Xica da Silva pra Manchete e colaborava ou era de sua autoria outra no SBT. Não lembro de ter lido caso parecido com outro autor. Muito mal conseguem escrever uma, dirá duas ao mesmo tempo.

    Só que realmente Walcyr está acima do limite máximo, não sei se é ele quem não quer perder a oportunidade de escrever ou é a Globo que o obriga.

    Durante toda a primeira década desse século Walcyr esteve no ar em todos os 10 anos, sendo em reprise ou em inéditas, vamos a lista:

    Xica da Silva – 1996/1997 – autoria
    Fascinação – 1998 – autoria
    1999 – Último ano sem nada de autoria do Walcyr Carrasco no ar.
    O Cravo e a Rosa – 2000/2001 – co-autoria
    A Padroeira – 2001/2002 – autoria
    Esperança – 2002/2003 – co-autoria
    O Cravo e a Rosa – 2003 – reprise
    Chocolate com Pimenta – 2003/2004 – autoria
    Fascinação – 2004 – reprise
    Xica da Silva – 2005 – reprise
    Alma Gêmea – 2005/2006 – autoria
    Chocolate com Pimenta – 2006/2007 – reprise
    O Profeta – 2006/2007 – supervisão de texto
    Se7e Pecados – 2007/2008 – autoria
    Caras&Bocas – 2009/2010 – autoria
    Alma Gêmea – 2009/2010 – reprise
    Se7e Pecados – 2010/2011 – reprise
    Morde&Assopra – 2011 – autoria

    E não estamos livres, pq em breve tem a reprise de Caras&Bocas e quem sabe Morde&Assopra também volte, depois de Se7e Pecados não dúvido.

    Movimento: férias de 4 anos pro Walcyr Carrasco já!

  3. E pensar que algum tempo atrás você estava sugerindo para as autoras de cordel encantado seguir o exemplo de Walcir Carrasco, ou seja a novela é repeteco mais dá audiência .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *