Walcyr Carrasco estragou Morde & Assopra, a última semana está sofrível

Cadê aquela novelinha gostosa que a gente sentava junto à família para dar boas risadas?

Já disse isso e insisto: Walcyr Carrasco se repete ao longo dos anos, entretanto, sabe a fórmula para atingir o telespectador. Ele é bom quando o assunto é divertir.

Tem uma linguagem bem família.
Mas…

Há algumas semanas Morde & Assopra não diverte, tirando uma ou outra coisa. Virou uma novela melancólica, triste, e aquele violino ao fundo contribui pra desanimar. Velório total.

E aí Walcyr resolveu que, não bastasse toda a dor que Dulce enfrentou ao longo desses meses deveria ser coroada não com a alegria de ter um filho que finalmente a admira, mas sim uma pessoa a beira da morte.

Tipo: trabalha a vida inteira, passa fome, tem dificuldades e um filho que se envergonha dela, e ainda merece sofrer um pouco mais, porque menos que isso é bobagem.

De qualquer forma, nesse núcleo duas coisas estão valendo:

1- Kléber Toledo é outro, é impressionante o quanto esse moço cresceu desde o início da trama. Passa verdade quando Guilherme se emociona com a atual situação da mãe.

2- A cena de Cássia Kiss e Adriana Esteves ontem, sensacional! Essa não foi uma grande personagem de Adriana, contudo, em algumas ocasiões, como no caso de ontem, ela teve a oportunidade de mostrar todo seu potencial. Espero que João Emanuel Carneiro faça diferente.

Tirando esse momento o capítulo de ontem valeu por duas únicas coisas:

O reencontro de Sargento Xavier e Elaine e Josué pedindo para Aureo não se casar.

Tipo… TODOS TORCE para que eles fiquem juntos!

De resto o sentimento é de saudade, saudade de quando Morde & Assopra era melhor que o que está sendo apresentado especialmente nos capítulos finais.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *