The Walking Dead e o melhor season finale de uma série PQP!!! (2X13)

E pensar que eu terminei a primeira temporada dizendo que não assistiria mais TWD.

Mudei de ideia quando estava passando pela FOX e me deparei com o primeiro episódio da segunda temporada. Tava começando e pensei: o que custa arriscar?

Dali em diante não consegui mais parar. Um episódio melhor que o outro e um roteiro extremamente superior ao do primeiro ano.

Ah, e um season finale que foi pelo mesmo caminho.

Que critério me faz achar esse melhor que aquele fodástico do atirador em Grey´s Anatomy?

Tirei minha própria dúvida com o seguinte raciocínio: Grey´s é bem próxima da realidade e The Walking Dead tem como mérito o fato de fazer essa história surreal, totalmente longe dos nossos padrões – graças a Deus, só faltava essa! – parecer real.

Não existe o sentimento de que é algo superficial. A gente acredita e embarca. Ficamos tensos juntamente com os personagens.

Li alguns comentários de pessoas que já tinham assistido e teve quem dissesse que precisou dar uma paradinha pra respirar.

Fiz isso várias vezes, é muito louco assistir tudo sem recuperar o fôlego.

De quebra ainda vão nos deixar com a cabeça fervendo até o final de 2012, quando estreia o terceiro ano.

Tipo, fiquei tenso por Andrea e feliz quando ressurgiu viva. Pensei: coitada, só faltava correr feito louca, varar a noite tentando se salvar e… morrer.

Mas aconteceu algo “pior” que isso: quem era aquele cara encapuzado com dois errantes sem braços?

Na hora pensei: só falta ser o Shane!

E não nos deram uma dica, nada. TWD terminou com um desabado de Rick e um pessoal que, aparentemente, concordou com o que ele disse e fez.

O que será que vem por aí?

Não faço a mínima ideia, só sei que em poucas vezes acertei tanto ao dar uma nova chance a uma produção.

Com o perdão da palavra, The Walking Dead é do caralho!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*