Weeds: A diferença com o Brasil e uma grata surpresa (quinta temporada)

Bom a série é sobre drogas e meio que é estranho dizer isso, mas viciei total, por isso estou correndo com os episódios para chegar até a sétima e, pelo que me disseram, última temporada.

Não me recordo se falaram que a quinta ou a sexta temporada foi fraquinha por conta do México, mas, se for a quinta, eu super adorei. Tudo!

E algo me chamou a atenção: logo no início Isabelle teve um lance lésbico com uma menina e, nos episódios mais recentes, Shane despirocou de vez. Drogas, bebidas e até sexo com duas garotas ao mesmo tempo com direito a cativar uma DST.

Fora que pelo que entendi o menino agora também é um assassino da mexicana xaropona, não?

E o ator, Alexandre Gould, tem apenas 17 anos.

Gente, implicam com qualquer coisa que os atores façam aqui no Brasil enquanto menores e lá fora olha o tanto de coisa que é permitido? É tão diferente do que vemos por aqui que até choca.

Precisam ser bem preparados para não pirarem da batatinha na realidade né?

Mais uma vez não posso deixar de citar Celia Hodes, agora definitivamente incorporando Nancy e depois de quase ter sido assassinada pela própria filha.

Sério, insisto, poucas vezes vi uma personagem tão boa, completa e marcante como Celia. Pena que…enfim…

Outra coisa: Alanis Morissette.

Eu olhava para Audra e pensava: é a Alanis? Nossa, como essa moça é a c-a-r-a da Alanis!

E aí ficava reparando nos créditos e não encontrava o nome da cantora, só o Google me deu essa resposta que foi uma surpresa, adorei essa novidade, mandou muito bem!

Agora, será que em uma semana consigo alcançar os inéditos? Duas?

Oh God!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *