Will & Grace: Uma Série inesquecível!

A primeira vez que dei atenção à série foi quando li um livro chamado Por que Toda Mulher Precisa de um Gay em Sua Vida?,da jornalista Andrea Franco. Lá, entre tantos exemplos, a autora falava sobre os casos de amizade entre mulheres e gays na ficção e o principal exemplo era o da série, de uma mulher (Grace) que se apaixonava por um gay (Will), mas ao perceber que a relação não iria rolar, acabaram se tornando melhores amigos. Resolvi então matar minha curiosidade e baixar a primeira temporada da série. O que me atraiu de cara foi uma secretária folgada, de voz engraçada e que adorava debochar de sua chefe. Era ninguém menos que Karen Walker (Megan Mullally), a personagem favorita acho eu que de 9 entre 10 fãs dessa série. Mas aos poucos era visível que todos eles se encaixavam, que a série só existia no formato daqueles quatro: Will Truman (Eric McCormack), o advogado gay carente, Grace Adler (Debra Messing), designer judia neurótica, Jack McFarland (Sean Hayes), amigo gay de Will, narcisista e maluco e a própria Karen.

Após acompanhar os primeiros episódios, veio o SOPA e não consegui mais achar links que funcionavam. Eis que um dia me deparo com uma mega promoção com um box de todas as temporadas da série. Resolvi comprar e não me arrependo. A série conseguiu me garantir oito temporadas de muitos risos e lágrimas ao ver os relacionamentos, as brigas, os perdões, os erros e acertos desse quarteto. Will & Grace é um dos únicos três seriados onde todos os principais personagens faturaram o EMMY, o Oscar das séries, sendo Megan Mullally a única a ganhar duas vezes. Foi também a primeira produção americana a transmitir um beijo gay e a dar tamanho destaque a personagens homossexuais. No começo, a NBC, emissora onde a série foi transmitida, no anúncio da estreia da série não deixava claro a sexualidade de Will, temendo que os mais conservadores não assistissem a série.Mas após uma enxurrada de críticas, a série foi conquistando seu espaço,faturando em 2000 o EMMY de Melhor Série Cômica.

Series Finale (contém spoilers!)

Um dos finais mais odiados e talvez um dos mais tristes do segmento comédia. Essa seria uma perfeita definição do que houve com o series finale. Will e Grace ficam sem se falar por dois anos devido a uma briga,Grace grávida em Roma e Will eu seu apartamento com seu companheiro e conseguindo ter um filho de uma barriga de aluguel, mas depois voltam a se encontrar, mas não era a mesma coisa. O primeiro baque que conseguimos sentir é quando Grace ao sair do apartamento de Will, indo voltar para Roma, diz: “Nossa, eu não moro mais aqui”. Nesse momento, vimos que toda aquela amizade inseparável e deliciosa que acompanhamos durante todas as temporadas, estava enfraquecida, não tinham mais o mesmo time, foram separados pelo destino e cada um decidiu construir sua família a parte.

Em meio a tudo isso, vivemos outro momento emocionante e perfeito: Karen após romper com seu marido descobre-se falida e Jack herda a herança de um velho com quem se manteve durante um tempo para proporcionar o que Karen havia lhe feito durante anos: conforto e luxo. Os dois terminam vivendo juntos, na companhia de Rosário, empregada latina que garantia ótimos momentos a série, e cantando Unforgettable, e mais um baque conseguimos sentir: os dois repetem a cena que faziam na série como uma celebração a amizade: os dois levantam suas blusas e batem um a barriga na do outro. Cena que somente quem acompanhou toda a série compreende e dificilmente resiste às lágrimas.

O momento final foi depois de mais de 20 anos, os filhos de Will e Grace se encontrando na faculdade como os protagonistas se encontraram e logo em seguida eles mesmos auxiliando os filhos acabam se cruzando. Já estão velhos, mas algo ali demonstra o carinho que sempre sentiram e continuavam sentindo, mas foi anos de distância, coisa que nenhum fã da série consegue perdoar. Acabam se tornando parentes já que seus filhos se casam, e no fim o quarteto volta a se encontrar, brindando e dizendo que continuam os mesmos. Não eram os mesmos, mas a essência talvez tenha se mantido.

Que grandes amizades achamos que duraria durante anos e acabamos sendo separados pelo destino? Isso acabou acontecendo na ficção também, mas essa realidade talvez deveria não ter sido passada na telinha. Mas como eles dizem durante o final, o destino fez com que eles se unissem durante a faculdade e nunca se separassem. Esse mesmo destino os tornou familiares e criou-se o laço inseparável e a amizade que durante vinte anos esteve perdida, finalmente se encontrou. Podemos respirar aliviados, Will e Grace não se separaram totalmente, a amizade venceu e uma das melhores séries de comédia teve seu final feliz.

* Guilherme Rodrigues




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *