‘Partiu, Globo’: uma corrida fascinante pela magia da televisão

Não só as placas informativas deram aos participantes a dimensão do maior centro de produção da América Latina. Eles também foram surpreendidos com a verdadeira magia da televisão. Logo no início do percurso, uma explosão causou o maior alvoroço na corrida. A surpresa veio do galpão de efeitos especiais, que também providenciou uma chuva cenográfica, em pleno dia de sol, e o capotamento de um carro. “Foi ótimo! Eu me assustei quando passamos pelos efeitos especiais! E foi muito legal correr ao lado das pessoas, fomos tirando fotos durante a corrida. Acompanhar a galera descobrindo os Estúdios Globo fez com que até eu enxergasse tudo isso de uma forma diferente”, contou o ator José Loretto, que finalizou a prova em 25 minutos. Na sequência, ao passarem pela área de cogeração de energia, os corredores descobriram que 41% da energia total utilizada pelos Estúdios Globo é gerada ali dentro mesmo – uma quantidade suficiente para abastecer 15 mil famílias por ano. E, na entrada da casa do ‘Mais Você’, souberam que, a cada ano, a apresentadora Ana Maria prova cerca 200 receitas diferentes.

“Cidades cenográficas. Atualmente, temos 27 cidades em produção”. Quando avistaram a informação na placa, as pessoas entenderam que estavam em uma área especial. Por ali, passaram pelo sertão nordestino de ‘Velho Chico’ e pelas mansões, fazenda e toda a cidade de ‘Êta Mundo Bom’, em 15.000 m² construídos. Deu também para ver tudo o que envolve gravar uma única cena. Na cidade cenográfica de ‘Haja Coração’, figurantes, câmeras e AÇÃO!  Estava ali toda a agitação comum ao dia a dia dos Estúdios Globo, que os torna uma verdadeira fábrica de sonhos.

No caminho de volta, os corredores encontraram mais um número de impressionar: nos 10 estúdios de gravação, são montados 2.000 m² de cenários por dia. No acervo de figurino, além de peças usadas por personagens inesquecíveis, um segredo sobre as roupas que ditam moda também foi revelado: no total, os Estúdios Globo contam com aproximadamente 300 mil peças, com produção no local de 13 mil por ano. Os participantes ainda passaram pelo estúdio de vidro do ‘Vídeo Show’, pelos estúdios de gravação, acervo de móveis e centro de computação e edição gráfica.

Na chegada, o elenco saudou os primeiros colocados de uma corrida que todos ganharam. A medalha pendurada no peito e o sorriso estampado no rosto refletiram, muito mais do que a sensação de dever cumprido, a alegria de descobrir o mundo encantado da televisão. “Estou feliz por ter sido um dos anfitriões dos nossos espectadores. A ‘Partiu, Globo’ foi uma ótima oportunidade para eles saberem como é o nosso trabalho e, ao mesmo tempo, incentivar a prática de esportes. Ver como a galera reagiu durante o percurso foi muito bacana. Trazer o público para mais perto nos motiva”, definiu o ator David Júnior.

Pensada para aproximar ainda mais a Globo de quem sempre a acompanhou, a ‘Partiu, Globo’ permitiu que as pessoas sentissem e vivessem a realidade por trás das histórias que emocionam e entretém milhões de pessoas todos os dias, no Brasil e no mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *