Resumo dos Capítulos da novela Haja Coração: Um amor condenado: André e Tolentino

Depois de Tolentino sofrer mais uma humilhação do Intendente, André cuida do amigo: “O Intendente vive a me espezinhar. Trata-me como a um cão”. Logo após, declara o quanto André significa em sua vida: “Tenho um só amigo. Você, André. Que é sensível. Capaz de entender os mistérios da vida. As voltas que o mundo dá. As surpresas que a vida nos reserva”. Tolentino lembra que o próprio André falou que todos têm uma segunda natureza e André completa: “Mas não para sempre”. O Coronel concorda. Os braços dos dois se envolvem e, desse abraço, do olhar que atravessa a alma de ambos, os dois se entregam ao sentimento contido. “A cena, creio eu, deve ir além do desejo represado, da relação homossexual destes dois personagens. Ela deve refletir o drama de cada pessoa que sofre algum tipo de repressão ou condenação social, seja por sexo, cor, religião ou qualquer outra forma de segregação”, esclarece Vinícius Coimbra, diretor artístico da novela.

Agora, André e Tolentino terão que lidar com as consequências do que não conseguem mais esconder. O amor que pode condenar os dois a morte.

A cena está prevista para ser exibida na próxima terça-feira, dia 12. ‘Liberdade, Liberdade’ é uma novela de Mario Teixeira baseada em argumento de Marcia Prates, livremente inspirada no livro ‘Joaquina, Filha do Tiradentes’, de Maria José de Queiroz. A direção artística é de Vinicius Coimbra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *