Arquivo da tag: caldeirão do huck

Canal Viva comemora 1 ANO de sucesso reprisando o melhor da TV

*Por Wander Veroni

A idéia era um sonho de consumo entre os noveleiros de plantão e os saudosistas da TV aberta. Foi em meio a esse desejo que, no dia 18 de maio de 2010, nasceu o Canal Viva, da Globosat, que comemorou o seu primeiro aniversário esta semana. Especializado em reprisar o melhor do acervo de produções da TV Globo e do GNT – tendo também como opção de reprise, em horário alternativo, algumas atrações atuais como o Mais Você, Estrelas, Video Show e Caldeirão do Huck, o Viva está presente nas operadoras de TV Paga NET, SKY e Via Embratel.

Atualmente, é  o terceiro canal mais visto da TV Paga, só perdendo para o Discovery Kids e SportTV, principalmente no horário vespertino e no início da madrugada. Dentre as festividades de aniversário, estão as reprises dos programas Cassino do Chacrinha, Armação Ilimitada, Anos Dourados, Chico e Caetano e Esquenta. No site da emissora, é possível participar do joguinho virtual Memória Viva que testa os conhecimentos do telespectador sobre os programas e novelas já exibidos pelo canal.

Com um público qualificado e predominantemente feminino, o Viva alcançou, somente nos primeiros meses de atividade, a 16ª colocação entre os mais assistidos da TV paga brasileira, ainda que estivesse disponível em apenas 30% dos domicílios assinantes. O sucesso dele pode ser verificado nas cotas de patrocínio vendidas no primeiro mês de atividade, gerando uma receita de R$ 9 milhões aos cofres da Globosat.

Em entrevista ao jornalista Fernando Vanucci, da Rádio Jovem Pan, o gerente do Canal Viva, Fernando Schiavo, falou sobre o primeiro aniversário do canal. “Nós imaginávamos esse sucesso do Viva, principalmente por trabalharmos com acervo da TV Globo. Por ser um canal de memória afetiva do brasileiro nós já imaginávamos que a abrangência do Canal fosse acontecer de uma certa forma veloz…mas nós ficamos surpresos com essa velocidade nos três, quatro primeiros meses do Viva, que desde a estréia não sai do Top 20 dos canais mais assistidos da TV Paga…e isso, naturalmente, foi impulsionado pelas novelas”, comenta Schiavo. Para ver a entrevista completa, clique aqui.

Mesmo sendo contra ao atual modelo de ofertas de canais da TV Paga brasileira – que não dá liberdade ao telespectador de escolher quantos e quais os canais quer comprar para assistir, a proposta do Canal Viva logo de início interessou não só a mim que sou um entusiasta de TV, mas a muitas pessoas que estavam com saudade de bons programas que já passaram pela TV aberta. É muito comum encontrar alguém na padaria, no ponto de ônibus, no trabalho, na escola e nas redes sociais comentando sobre os momentos finais de Vale Tudo; as emoções de Anos Dourados, Rei do Gado ou Vamp; sem contar nas gargalhadas sempre garantidas com a Armação Ilimitada e Viva o Gordo. Com a decadência de criatividade de boa parte das atrações da TV, ver o Viva se tornou uma fusão de saudosismo e entusiasmo, no melhor estilo vale a pena ver de novo.

E este sucesso é  mais que merecido, apesar do horário ingrato de algumas atrações que são colocadas estrategicamente para não competir diretamente com a TV Globo. Creio que neste primeiro ano, o Viva também poderia abrir o leque para o jornalismo. Ao criar uma revista eletrônica diária – ou até mesmo um bloco informativo de curta duração dentro da grade de programação, que reprisasse algumas matérias do dia ou semana do departamento de jornalismo da TV Globo, GNT, Multishow e Globo News, focando também na dona de casa que quer se manter bem informada. Isso agregaria muito mais valor para a emissora e não descaracterizaria a proposta do canal de reprises. No mais, parabéns ao Canal Viva e aos profissionais envolvidos. Que venham mais e mais aniversários!
________________________________________


*Autor: Wander Veroni, 26 anos, é jornalista pós-graduado em Rádio e TV, ambas formações pelo Uni-BH. É autor do blog Café com Notícias (http://cafecomnoticias.blogspot.com). Twitter: @wanderveroni / @cafecnoticias.

Caldeirão do Huck e TV Xuxa, os melhores do sábado

A Globo tá com uma excelente dobradinha nas tardes de sábado e depois de muito tempo voltei a assistir TV aberta nesse período.

Xuxa ganhou as tardes com um programa que já era bom e trouxe novidades que fazem diferença.

Aquele jogo com mães de primeira viagem é muito bom, emociona e ensina ao mesmo tempo.

Xuxa, eu já disse aqui, tem uma das melhores produções da TV, gente criativa que não fica dormindo no ponto ou copiando os outros.

Gostei bastante do Dia Especial!

Já o Caldeirão, como falei semana passada, passei a assistir por conta da Xuxa. A TV estava ligada por causa de um e, por isso, vejo o início do outro e fico por ali.

Esse novo projeto para empreendedores é excelente!

Tá, é a velha reforma de sempre, que passa por casas, carros e agora empresas, mas é um estímulo para que qualquer um monte seu negócio. Vem com dicas para quem não sabe como proceder.

Achei bem interessante a história do carinha que tinha uma academia feita com as próprias mãos, ao ar livre. Ganhou praticamente o paraíso de presente #inveja

Dessa forma, Xuxa e Luciano estão fazendo diferença na TV!

Luciano Huck está fazendo diferença nas tardes de sábado

Nunca gostei do Caldeirão do Huck, não simpatizo com atrações que se baseiam em assistencialismo barato para cativar audiência.

Mas a verdade é que desde que Xuxa migrou para as tardes acabei assistindo alguma coisa e nas ultimas duas semanas não consegui desligar o televisor.

Primeiro porque achei maravilhoso o que ele fez por Dona Elair, Se recordam daquela senhora que nas enchentes no RJ tentou salvar seu cachorrinho?

Então, sabia que a reconhecia de algum lugar e me emocionei muito quanto percebi que ela, merecidamente, estava ganhando uma casa nova.

Ainda mais quando, após conhecer seu novo lar, percebeu que seu Bethoven não faria parte de sua nova vida.

Neste último sábado também achei excelente o programa com Alex.

E sabe porque continuei vendo nesses dois dias? Porque apesar de ser uma forma de assistencialismo não é baseado no chororô dos participantes e sim na alegria. Foi contagiante!

Não posso dizer que continuarei assistindo, contudo, esses dois programas fizeram diferença. Total!

Quando A Grande Família é boa e o quanto falta para ser ótima

A Grande Família virou uma série mais ou menos desde o ano passado. Não, isso não tem a ver com a saída da Marilda.

Digamos que a produção esteve imperdível até o momento em que a Copa do Mundo entrou no ar. Depois os episódios, tirando um ou outro, foram dispensáveis. Estão se repetindo demais!

Isso não aconteceu semana passada quando receberam Luciano Huck que fez o Lata Velha com o Agostinho.

Luciano interpretando ele mesmo mandou muito bem e passou verdade. Agostinho abilolado com o carro detonado e aquele lance do chocolate em promoção garantiram excelentes risadas!

E Nenê oferecendo aquela porcaria ao Luciano?

O final foi previsível, com a família ganhando mais achocolatados, mas nem por isso foi menos divertido!

E é desse jeitinho, sem tirar nem por, que A Grande Família é boa: quando foge das situações batidas.

Veja só: li que um dos próximos episódios tem Abigail querendo tirar Nenê da presidência da associação de bairro.

Meu ânimo em assistir? Zero!

#Esquenta dá uma banana em vários programas

Regina Casé voltou ao ar mais uma vez fazendo o que sabe como poucos: conversar com o povo.

Muitos até tentam mas nem todos conseguem. Posso listar Chacrinha ou Silvio Santos, outros dois bons exemplos.

Aliás, na estreia Regina até afirmou que sua nova atração tinha como uma das referências o programa de Chacrinha.

Mas o que chama a atenção mesmo é que, diferente da concorrência e até de atrações dentro da própria Globo, como o Caldeirão, as pessoas simples não precisam aparecer na TV apenas quando acontece uma desgraça ou pra se acabar em lágrimas quando ganham a reforma de sua casa.

Essas pessoas tem o direito de mostrar sua felicidade, de cantar, brincar, participar de uma atração televisiva assim como todos os outros convidados que são artistas ou subcelebridades. Não são nem melhores e nem piores.

Acontece que essa divisão foi feita há muito tempo e para muitos explorar a desgraça alheia é bem mais prático, afinal, o retorno de audiência é garantido.

Porém Regina mais uma vez mostra que sabe e pode fazer diferente.

O Esquenta é um achado na TV, um programa gostoso e realmente muito bom para a hora do almoço.

Explorando a alegria e contando com o bom humor da apresentadora, merece lugar fixo na grade 2011.

1,2,3, Vamos todos de uma vez…

Como o Luciano Huck disse: – Vamos todos voltar para 1988! E foi assim que me senti assistindo ao Caldeirão, de sábado; Pra mim um pouco mais pra frente, porque eu nasci em 85, mas foi demais.

Confesso que não assisti no horário porque estava trabalhando, assisti no You Tube em uma lan house -por isso que amo a internet. Era a prova do Lata Velha e a Elisa era apaixonada pela Xuxa –que foi a grande barato de tudo. No palco do Caldeirão era o Xou da Xuxa completo com as paquitas  –Amigas da Elisa-, o Dengue, Praga, a galera com aqueles “pompos” coloridos e ate a NAVE, sim a Nave!

Foi emocionante e divertido; vê mais uma vez a Xuxa saindo dali, foi voltar pro lugar onde era mais fácil viver.

Do meu lado na lan house tinha um menino de 6 ou 7 anos, o vídeo estava no começo quando a Elisa estava se apresentando e pergunto: – É a Xuxa? Dei risada e pensei: – Sei lá, a Xuxa ainda esta na TV, mas não daquele jeito e ele “sabia” o que era, ficou ali comigo assistindo e se divertindo.

Existiram muitas coisas naquela época, mas como a Xou da Xuxa marcou e as novas gerações reconheceram e se divertem como um dia nós nos divertimos…

* do internauta Raf.

Falando em Xuxa… você vai perder???

Mas oi?

Nem tava sabendo de nada… perdido para mim é apelido!

Fui informado agorinha mesmo por um internauta do Cena Aberta (jornalistavêTV) que viu esse post da liderança de Xuxa na manhã deste sábado sobre sua presença pra lá de especial no Caldeirão do Huck.

Eu já tinha visto algo na internet mas como era sobre o Caldeirão e n-ã-o gosto desse programa nem dei bola.

Uma fã da Xuxa vai participar e a loira entrou na dança. E não é que recriaram até a nave espacial?

Sério, que inveja dessa menina. Meu, quem da minha geração nunca sonhou em descer da nave espacial com a Xuxa? Eu confesso, não tenho a menor vergonha!

E tomar o café da manhã? Ideeeeem!!

Você vai perder?? Eu, mas nem morto!

Nos encontramos no Twitter para comentar juntos! o/

É bom estar com você, brincar com você….

Panorama: Escrito volta a bater em Tempos Modernos

Tempos Modernos tem mostrado fôlego nos últimos dias e registrado médias de 30 pontos para a Globo na faixa das 19h.

No entanto isso não ocorreu no último sábado e a novela, em reta final, fez 22 pontos, dois a menos que Escrito nas Estrelas.

Ainda na Globo quem também passou a perna em outra produção foi o Estrelas, que venceu o Caldeirão do Huck: 14 a 13.