Arquivo da tag: novelas

Uma coisa importante que está faltando nas #novelas

Além do que foi dito ontem sobre a ausência do fator surpresa nas novelas outra coisa importante está em falta.

Após um “mini debate” no Twitter eu conclui que, bem, tivemos diversas vilãs loiras em sequência fazendo sucesso nas mãos de Flavia Alessandra, Claudia Abreu, Renata Sorrah, Patricia Pillar e cia.

Clara até era uma boa promessa em Passione mas ficou boazinha no meio da trama e depois decidiu que era ruizinha de novo e não convenceu.

Qual a vilá das novelas Caminho das Índias, Viver a Vida e Insensato Coração?

Não falo de vilã meia boca, falo daquela vilã que faz vibrar e que é uma tremenda praga, no entanto, capaz de cativar e motivar os fãs das telenovelas a querer seguir os capítulos por conta de sua presença.

Ou seja, os autores estão se esquecendo desse detalhe importante que garantiu o sucesso das atrizes citadas.

Além disso, as pessoas estão cansadas de mocinhas bobocas faz tempo. Bora mudar isso gente!

Crise nas telenovelas beira a falta de criatividade

Entre os noveleiros de plantão a afirmação é taxativa: não se faz mais telenovelas como antigamente. E isso não é apenas saudosismo. Boa parte dos roteiristas entraram numa zona de conforto e não querem mais surpreender o público. O ano de 2010 foi um prova latente disso. Se pararmos para pensar, no máximo duas novelas, realmente, causaram a ponto de levantar os ânimos da crítica e da imprensa: Escrito nas Estrelas e TiTiTi. Se bem que por mais que Maria Adelaide Amaral esteja fazendo um mashup na trama das 7, TiTiTi é um remake que é sucesso tanto na primeira vez que foi exibido, quanto a versão atual.

Já Escrito nas Estrelas trouxe um texto mais envolvente, mas em nenhum momento ousou em trazer novas abordagens. Foi um conto de fadas moderno com temas espiritualistas. A novela em si teve grandes momentos e prendeu o telespectador que estava carente de uma boa trama das seis, mas Escrito se foi e Araguaia ainda está se esforçando para cair nas graças do público.

Já na faixa mais importante de novelas da Globo, Passione pode ser considerado, sem sombra de dúvidas, um dos piores trabalhos de Silvio de Abreu. O roteirista que já escreveu grandes sucessos como Belíssima e Guerra dos Sexos, apostou num dramalhão sem uma grande história que realmente prendesse o público. O que salva em Passione são as excelentes atuações. Ver o elenco em cena é mais interessante do que a própria novela em si.

Passione já está  chegando na reta final e a substituta Insensato Coração já tem as suas primeiras crises nos bastidores. Ana Paula Arósio e Fábio Assunção, protagonistas da história, foram afastados da novela pela direção da emissora. Paola Oliveira e Gabriel Braga Nunes vão substituí-los. Cenas vão ter que se regravadas faltando menos de um mês para a nova novela estrear.

Apesar da história ainda não ter sido revelada com detalhes, o que já circula na mídia é que Insensato apostará em histórias de núcleo familiar e na rivalidade entre dois irmãos. Alguma novidade? Não. A impressão que temos é que as mesmas histórias são contadas o tempo todo. E com isso, o telespectador mais atento pára de assistir, pois não é mais surpreendido. Talvez, as emissoras só se preocupem com a crise de criatividade dos roteiristas quando a audiência despencar de vez. É hora de revolução, antes que seja tarde demais.
________________________________________

*Autor: Wander Veroni, 25 anos, é jornalista pós-graduado em Rádio e TV, ambas formações pelo Uni-BH. É autor do blog Café com Notícias (http://cafecomnoticias.blogspot.com). Twitter: @wanderveroni / @cafecnoticias.

Sabe o que realmente falta nas novelas?

Hoje cobramos mais, é verdade, mas sabe porque? Criamos expectativas.
Os jornais e a mídia em geral divulgam que vai ter isso e aquilo nas novelas e a gente já imagina algo grandioso e cheio de acontecimentos, e isso não é bom.
Já disse aqui que prefiro não saber as coisas e ser surpreendido, as vezes até uma simples chamada nos comerciais me irrita porque faz perder a graça.
Sabe que estava assistindo Vale Tudo e fiquei realmente surpreso com a morte de Rubinho? Não esperava, não sabia.
Veja bem: é uma novela pronta e com todas as informações sobre ela disponíveis na internet.
Mas não sei, não quero saber. E fiquei feliz com o resultado, mesmo não desejando a morte do personagem que, apesar de cheio de problemas, é uma boa pessoa. Acho que está mais pra um incrompreendido.
Acredito, portanto, que enquanto divulgarem os acontecimentos das produções televisivas com antecedência o resultado tende a ser de decepção.
Pena.

As cenas de carro em novelas me irritam

Isso também já estou há algum tempo para comentar.

Antes as cenas de personagens andando numa rua ou estrada eram reais.

Hoje isso mudou: gravam em estúdio e fazem uso de cromakey pra simular as paisagens, ultrapassagens e até os efeitos de árvores no parabrisa.

Para efeito de comparação, na reprise de Por Amor usam o recurso antigo, ou seja, o real.

Mas será que o gênio que faz uso dessa tecnologia de enganar o telespectador não percebe que o resultado é horrível e que fica visível que é de mentirinha?

Quem diria que em plena revolução tecnológica eu iria sentir falta de um recurso antigo porém que passa verdade.

Sempre a discussão por conta da audiência das novelas

Volta e meia aparece alguém me dizendo “tal novela é boa, mas ainda não é uma A Favorita”. Nem dá pra ser.

O motivo é muito simples: os autores estão repetitivos.

A impressão é que todos eles já contaram suas histórias e agora precisam recontá-las para se manterem no ar.

Mas se manter no ar desse jeito significa que o público pode não estar interessado em assistir mais do mesmo. Ou seja, audiência em baixa.

As novelas de hoje – algumas – podem até ser boas, mas nenhuma delas é … Uau!

#prapensar

Mais de 50% preferem assistir novelas

Nosso novo Parlatório teve um resultado ao mesmo tempo surpreendente e revelador.

As novelas tiveram mais de 50% dos votos enquanto categorias como jornalismo, séries e variedades estiveram praticamente empatadas.

A novidade, no entanto, foi o fato de os programas de auditório terem apenas 1,64% dos votos.

E sabe o que eu conclui a partir disso?

Que isso reflete o fato de os auditórios serem a mesma coisa, sempre. Uma ou outra novidade.

Veja o resultado final:

O que você prefere assistir na TV?

Jornalismo
13,11% 
Séries
16,39% 
Novelas
50,82% 
Programas de auditório
1,64% 
Variedades
18,03% 

Você viu o que vai acontecer? Não, não vi!

Vários internautas tem comentado nos últimos dias sobre os spoilers televisivos. Dois deles, se não me engano, viraram posts do Vc no Cena Aberta.

Além disso, muitos outros me questionam se vi o que vai acontecer em tal novela. Já tem até quem pergunte se li algo a respeito da próxima de João Emanuel Carneiro.

Não, não li. E não leio.

Só vejo algo quando realmente não tem jeito, pois spoilers pipocam nos sites e são poucos os portais que tem o respeito de colocar um aviso. Não fazem porque uma manchete do tipo “Exclusivo: Gerson é pedófilo” vai render e muito.

Também não gosto de chamadas. Muitas vezes vejo algo e acho que vai ser super bacana e quando a novela – ou série e etc – começa fico com a sensação de que o comercial estava bem melhor. Acho que perde o fator surpresa.

E acho sim, como vocês, que o fato de hoje as coisas serem divulgadas com antecedência fazem com que as pessoas percam o interesse em assistir.

Afinal, qual a graça de saber antes? Ao meu ver, nenhuma!

A velha discussão por conta da audiência das novelas

Volta e meia aparece alguém me dizendo “tal novela é boa, mas ainda não é uma A Favorita”. Nem dá pra ser.

O motivo é muito simples: os autores estão repetitivos.

A impressão é que todos eles já contaram suas histórias e agora precisam recontá-las para se manterem no ar.

Mas se manter no ar desse jeito significa que o público pode não estar interessado em assistir mais do mesmo. Ou seja, audiência em baixa.

As novelas de hoje – algumas – podem até ser boas, mas nenhuma delas é … Uau!

#prapensar